Carregando

quarta-feira, 5 agosto 2020

Condomínios: 7 dicas para reduzir em até 50% do consumo de energia elétrica em áreas comuns

Por

Algumas medidas de fácil implementação ajudam a reduzir o consumo e a manter os gastos com energia elétrica sob controle   

Segundo levantamento da Sindiconet, a energia elétrica representa de 4% a 10% do total de despesas de um condomínio. E o momento que vivemos pode elevar essa porcentagem. Uma consulta feita pela Agência Brasil em maio deste ano apontou que o valor a ser pago pelo fornecimento desse serviço tende a aumentar de 10% a 20% em consequência do isolamento social, medida de combate ao novo coronavírus.  

Diante desse cenário, é importante que o responsável pela gestão de um condomínio adote medidas visando a economia e o uso racional dos recursos. 

Separamos 7 dicas que você pode começar a colocar em prática no seu condomínio a partir de hoje e que vão reduzir significativamente os gastos com energia elétrica. Confira!  

  • Conscientização 

Tudo começa com uma boa conversa!  

Fale com os condôminos, funcionários e prestadores de serviço do condomínio. Reforce a importância de que cada um faça a sua parte desligando as luzes ao deixar um local, não deixando dispositivos elétricos ligados sem necessidade e dando preferência às lâmpadas de LED, por exemplo.  

Se possível, fixe dicas de economia nas áreas de circulação e também nos elevadores. 

  • Substitua as lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED nas áreas comuns do condomínio

Essa medida pode reduzir o consumo de energia elétrica em até 50%. Além disso, as lâmpadas de LED têm vida útil até 5 anos maior do que as incandescentes.

Dica bônus: sempre que houver possibilidade, dê preferência à iluminação natural mantendo as janelas e cortinas abertas. 

  • Preste atenção à limpeza e conservação dos ambientes 

Solicite a limpeza regular das arandelas, lustres, luminárias, paredes, janelas, forros, pisos e cortinas. A sujeira acumulada diminui o potencial e a sensação de iluminação. Ao fazer reformas ou pinturas opte por cores claras, que refletem a luz. 

  • Instale sensores de presença nas áreas de circulação 

Sensores de presença combinados ao uso de lâmpadas de LED economizam energia elétrica e diminuem a incidência de desperdício, já que as lâmpadas desligam automaticamente. 

  •  Nas áreas externas, use lâmpadas VSAP  

As lâmpadas de vapor de sódio de alta pressão (VSAP) garantem a mesma qualidade de iluminação com consumo até 70% menor e são uma boa opção para pátios ou áreas de estacionamento. 

  •  Oriente o uso responsável dos elevadores 

Incentive a substituição do elevador pelas escadas em distância curtas – um ou dois andares – e oriente pais e adultos para que não deixem as crianças brincarem no elevador. 

  •  Manutenção em dia 

Antes de fazer a troca das lâmpadas, verifique a equivalência da potência em lumens. Certifique-se da qualidade das instalações elétricas e coordene a vistoria e a manutenção regular, feita por um profissional ou empresa qualificada. Assim, além de garantir a economia de energia elétrica, você também garante a segurança de todos os moradores, funcionários e visitantes. 

Seguindo essas dicas, com certeza você notará a redução nos gastos com energia no seu condomínio e poderá empregar melhor os recursos. 

Gostou? Nos links abaixo tem outras dicas que podem ser úteis pro seu negócio! 

Geração Distribuída: entenda como ter o benefício sem investimento em placas solares ou relógios 

 Covid-19: momento de reduzir os custos da sua empresa 

Feito com por Black Flag Publicidade