Carregando

sexta-feira, 31 julho 2020

Saiba como reinvestir a economia da conta de luz no seu negócio

Por
cofrinho

Em dúvida sobre o que fazer com os 15% economizados na conta de luz com a Gedisa? Aqui vão algumas dicas! 

Economizar é bom tanto para manter um negócio quanto para fazê-lo crescer. Já pensou em usar os 15% que sua empresa consegue poupar na conta de energia ao contratar a Gedisa e reinvestir no próprio negócio? A gente separou algumas ideias pra você!

Em primeiro lugar, é importante se perguntar onde a empresa deveria investir. “A resposta é diferente porque depende dos objetivos para cada empresa, da missão dela, da visão que ela tem pro futuro e de seus valores”, sugere o analista de marketing, Felipe Guiguel. Em outras palavras, cada empresa sabe onde quer chegar e não existe uma resposta universal para essa pergunta. 

Onde reinvestir os 15%?

Você já sabe que o desconto de 15% na fatura da energia elétrica pode render um caixa extra para reinvestir na empresa, mas é importante ter em mente que esse valor varia dependendo da quantidade de energia elétrica usada.

Em um mês esse desconto pode ser de R$ 100, enquanto em outro  pode chegar a R$ 300. Levar isso em conta é importante para decidir onde aplicar o  dinheiro.

Aqui vão algumas ideias:

Criar uma reserva

Alguns negócios precisam fazer investimentos maiores a longo prazo, ou obedecem uma certa sazonalidade na qual a receita de alguns meses pode ser menor do que em outros. Por isso, criar uma reserva pode ser uma boa ideia.

Como o desconto pode variar, vale a pena poupar o dinheiro  antes de fazer um novo investimento, caso a economia gerada não seja suficiente para os planos da empresa.

Pequenas melhorias na estrutura

Empresas estão sempre buscando o crescimento e, portanto, melhorar a estrutura é sempre necessário. Por isso, é importante pensar em como organizar esse investimento.  

De 100 a 300 reais

Com  essa margem de economia, é possível fazer algumas pequenas melhorias na empresa. Consertar eventuais estragos pequenos, como uma pia da cozinha que precisa ser trocada, ou até mesmo adquirir máquinas que não servem para a atividade fim da empresa, mas que podem ser úteis e até motivadoras para os colaboradores, como uma cafeteira elétrica.

De 300 a 500 reais

A partir dos R$ 300, os melhoramentos podem ser ainda mais úteis. Consertos mais trabalhosos, que necessitam de mão de obra, podem ser resolvidos com essa economia.

Também é possível investir em itens de decoração para o escritório e trocar os aparelhos de telefone fixo nas estações de trabalho dos colaboradores.

Mais de 500 reais

Que tal uma nova impressora, caso a velha esteja com problemas? Alguns modelos podem ser encontrados por pouco mais de R$ 500, vale a pena pesquisar qual mais se adequa às necessidades do escritório

Economizar para comprar um ar condicionado, caso a empresa ainda não tenha um, é também um bom investimento. Alguns aparelhos podem ser encontrados a partir de R$ 1.000, portanto, guardar essas economias por poucos meses pode ser o suficiente para melhorar o clima do local.

Investir nos colaboradores também é uma boa ideia: inscrições em cursos de capacitação ou eventos da área podem trazer um bom retorno para a empresa a longo prazo, melhorando a produtividade e a experiência dos envolvidos!

Marketing digital

Em geral, negócios pequenos precisam investir bastante em marketing, tendo em vista que precisam ser notados pelo público. Neste contexto, o marketing digital costuma ser bem acessível, sendo consideravelmente mais barato do que as mídias tradicionais, além de haver um maior direcionamento ao público alvo.

Redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter costumam ser as preferidas, tendo em vista a quantidade de usuários que consomem essas mídias diariamente.

Impulsionar posts nestas redes sociais geralmente têm um valor diário, e você pode iniciar fazendo planos simples de R$ 20, por exemplo.

Mas é importante ficar de olho no retorno apresentado: as plataformas geralmente mostram a quantas pessoas o post foi exposto e quantas clicaram no anúncio, entre outros detalhes que podem alterar as estratégias de marketing da empresa e, consequentemente, o investimento nas redes sociais.

Gostou das dicas? Leia nossos outros conteúdos:

Feito com por Black Flag Publicidade